Como não estragar o cabelo com chapinha (E outras fontes de calor)

By  |  1 Comment

Olá meninas!

Na última sexta acordei daquele jeito! Olhei no espelho, odiei meu cabelo e pensei: “vou cortar”. Como sou um tanto quanto impulsiva, já marquei salão para a hora do almoço e meti a tesoura na metade do cabelón. Depois do choque de voltar não só ao curto como ao cacheado, entendi que vou ficar um pouco dependente do secador de cabelo e outras ferramentas. Aí comecei a me preocupar: como não estragar o cabelo com chapinha? Calma, que eu explico!

Fui disso:

Cabelo Longo

Para isso:Cabelo CurtoNão dá pra ver muito na foto (até agora não tirei uma decente), mas ele está na altura do ombro. Como sempre, teve quem ficou horrorizado, quem falou “Por que você fez isso?”, e quem falou que ficou bonitinho. Eu achei uó, pela primeira vez na vida fiquei com vontade de chorar depois de um corte (nunca fui muito apegada com as madeixas e já tive o cabelo mega curto), mas não me arrependi. Isso porque meus motivos para voltar ao curtinho iam além da estética.

Há anos eu fazia escova progressiva mais ou menos uma vez a cada semestre (como meu cabelo é muito fino e não muito enrolado eu não precisava de uma frequência maior) e já nem me lembrava mais de como era o meu cabelo ao natural. Com o tempo fui percebendo que eu precisava de cuidados cada vez maiores para manter os fios com uma aparência saudável. Decidi parar de alisar. Aí começou a novela de deixar as madeixas crescerem enroladas. Um ano depois eu estava com metade do cabelo liso, metade enrolado e com as pontas descoloridas (outra decisão por impulso) – ou seja, não estava nada bom! Junta-se a isso uma vontade que vem crescendo em mim de ser mais natural e mais feliz comigo mesma e pronto – cortei

… Só para perceber que não sei mais ter cabelo cacheado – ainda mais em Londres (umidade, essa bandida)! Enquanto eu me acostumo – ou reaprendo – a viver com os cachos, vou dando um jeito com secador, chapinha, babyliss, rolinho quente, etc… Com tantos agressores, é preciso tomar cuidado para não danificar o cabelo todo de novo. Pensando nisso decidi fazer esse post com dicas de como não estragar o cabelo com chapinha ou babyliss. Vamos lá?

1. Invista em produtos de qualidade. Essa dica vale tanto para os produtos de passar no cabelo quanto para os equipamentos que usamos. Com a chapinha, por exemplo, há diferenças gritantes de qualidade (geralmente acompanhadas de discrepâncias no preço). Pesquise o melhor custo benefício e lembre-se de que o baratinho pode sair caro.

2. Nunca use chapinha ou babyliss com o cabelo molhado. Mesmo se o produto disser que pode. Use o secador ou deixe a umidade evaporar naturalmente antes de alisar ou cachear. Caso contrário, você pode prejudicar as fibras do cabelo e acabar com um aspecto ressecado / queimado.

3. Use protetor térmico. Nada vai neutralizar o fato de que você está literalmente encostando um “ferro” quente no cabelo, mas os protetores térmicos ajudam – e muito – a diminuir os danos causados pelo calor excessivo. O legal é que existem protetores para efeito liso ou cacheado, ou seja, protege os fios e ainda dá uma ajudinha no styling.

4. Não use a temperatura máxima. Nem todo tipo de cabelo precisa de temperaturas altíssimas. Cabelos mais finos geralmente precisam de pouco calor para serem modelados. Comece na temperatura mais baixa e vá testando, até chegar no nível de calor ideal para alisar ou cachear os seus cabelos sem danificá-los mais do que o necessário. Cuidado para não pegar mechas muito grossas, que exigiriam temperaturas mais altas!

5. Não use a chapinha ou babyliss mais de uma vez na mesma mecha. Se você precisa repetir o processo no mesmo pedaço de cabelo alguma coisa está errada (a mecha está muito grande? você está fazendo muito rápido? a chapinha é ruim?). Separe bem o cabelo, prefira seções mais finas e passe a chapinha com mais cuidado e sem correr, apenas uma vez.

Alguém tem mais alguma dica para acrescentar?

 

1 Comment

  1. Daniella

    04/08/2016 at 3:59 am

    Adorei as dicas, vou cuidar mais dos meus cabelos, estão de parabéns.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *