Pisco Embassy: um gostinho de América Latina em Londres

By  |  0 Comments

Outro dia, em uma festa cheio de doutorandos no meu apartamento, um chileno me disse que os brasileiros não são latinos. Um pouco boracho, ele reclamou que nós não conhecíamos nada da cultura dos países de língua espanhola e que adorávamos versões de músicas latinas em português sem saber de sua origem (quem se lembra do sucesso do carnaval 2002, Maionese?). Não foi a primeira vez que um hermano me fez essa acusação, porque sim, amigas, eles acham muito errado que os brasileiros não saibam de cor a letra de Vivir Mi Vida, do Marc Anthony:

Apesar de concordar em partes, fiquei um pouco incomodada na hora (afinal, papo de bêbado é sempre um saco), mas depois fiquei com um pouquinho de dor na consciência de saber que a gente perde muita coisa boa ao receber e viver essa avalanche de referências do mundo anglofônico. Entre esses tesouros que passam batido está o pisco.

O pisco é uma aguardente de uva, proveniente do Peru e do Chile. Tem uma briguinha aí entre os países, com o Peru querendo que “pisco” seja uma denominação de origem (como Champagne é) e o Chile defendendo que pisco é um nome genérico como vinho ou uísque. Independente da perrenga, o fato é que o negócio é bom demais.

Há duas semanas, eu e 3 amigos que trabalham na Farfetch (entre eles a Caitlin, autora das fotos deste post e que tem um blog mega bacana sobre restaurantes, o The Apéritif) fomos à uma degustação de coquetéis feitos a base da bebida, em um evento para a inauguração do pop up bar Pisco Embassy, que fica em um bairro modinha chamado Islington, dentro de um restaurante argentino. Às sextas e sábados, o restaurante fecha e o Pisco Embassy “aparece”, funcionando da meia noite às 5 da manhã.  

Blog - Pisco Bar London

Ao som de muita música latina, inclusive a Vivir mi Vida, misturada à música pop internacional, nós passamos a noite degustando vários drinks diferentes à base de pisco, começando com uma rodada dos tradicionais Pisco Sour (pisco, limão, clara de ovo, açúcar e sabores), o meu preferido foi esse mais amarelinho, de maracujá: a dose certa de azedo e doce!

Pisco Sours

O rosinha é o Chica Sour, uma mistura de pisco com Chicha Morada, uma bebida peruana feita com um milho de cor arroxeada, o maiz morado, fervido com especiarias e frutas. Os sours estavam bonitinhos assim em copos de shot porque eles eram muito e ainda precisávamos provar muitos outros coquetéis, mas normalmente eles são servidos em copos maiores, como drinks normais mesmo.

O resto do menu era composto por versões latinizadas de coquetéis clássicos, como o Cosmopolitan (o favorito da Carrie Bradshaw), que vira Cholopolitan, e o Mojito, que vira Piscojito. Todos eles têm um quê de tropical, com muitas frutas e arranjos elaborados, tudo muito doce, mas também muito gostoso.

Pisco Cocktails Blog

A atmosfera do lugar é bem animada e, ao mesmo tempo, relaxada, assim mesmo como nós latinos somos (e aqui me incluo, independente do que pensa meu colega chileno). Outra coisa que agrada bastante é o Pisco Embassy funcionar até as 5 da manhã, fato raríssimo em Londres (os pubs fecham às 23h e os bares fecham às 3h). Até dá pra enganar e pensar que é uma saída como no Brasil – ou no Chile, na Argentina, na Espanha, No México… Recomendo!

Sextas e sábados, 24h às 5h
Dentro do “Comedor Bar & Grill”, 176 Upper St, N1 1RG
Info: piscoembassy.london

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *